Ir para o conteúdo

Posts from the ‘Geografia’ Category

14
set

Confira como foi a Semana de História, Filosofia e Geografia desse ano!

De 27 a 30 de agosto aconteceu a Semana de Estudos dos cursos de História, Filosofia e Geografia da Faculdade São Luís! O colegiado das graduações escolheu abordar um tema de extrema relevância para os alunos e futuro profissionais: “Violência, Exploração e Exclusão no Brasil Contemporâneo”.

Realizadas no Colégio Santo André, as palestras captaram a atenção de todos. A conferência de Abertura foi apresentada pelo Prof. Dr. Sérgio Kodato, que falou sobre motivação, criatividade e sentido para a vida escolar. A segunda noite chamou bastante a atenção com o relato da experiência da Profa. Maria Aparecida dos Santos, na época da Ditadura Militar no Brasil.

Encerrando as atividades, a Profa. Dra. Regina Aparecida Leite de Camargo discursou sobre a Concentração Fundiária e Violência no Campo. A palestrante passou pela história da vida no campo, contando como a violência passou a acontecer devido, principalmente, aos conflitos por acesso a terra e explicou ainda as origens dos migrantes canavieiros.

“A terra é um bem comum. O acesso a esse bem não pode ser regulado apenas pelo capital. A terra tem que produzir, cumprir a legislação trabalhista e ambiental”, colocou a professora, que acrescentou alguns caminhos para a solução dos problemas da terra, como a reforma agrária, a atualização dos índices de produtividade da terra e a mudança de como é calculada essa produtividade.

A interessante temática da Semana de Estudos contou com a participação de todos os presentes, que ouviram com atenção e colaboraram com perguntas e colocações.

 

 

6
jun

Alunos do Curso de Geografia e Pedagogia participaram do VIII CEBIO.

O CEBIO, Colóquio sobre Educação do Curso de Biologia da UNESP de Jaboticabal, é um evento anual, voltado para a formação de professores e alunos; foi realizado na semana de 14 a 18 de maio, no campus da UNESP de Jaboticabal.

Tratou-se de um evento gratuito aberto à comunidade. A configuração do Colóquio partiu das demandas encontradas no campo da educação, especialmente nos estágios desenvolvidos pelos alunos.

 O objetivo do CEBIO é complementar a formação acadêmica de seus participantes que são convidados a refletir criticamente sobre os processos educacionais, contribuindo a atuação no campo da educação e estabelecer um espaço de diálogo de diferentes saberes que compõem o campo educacional.

O VIII CEBIO debateu várias questões relevantes à área da Educação:

  • Ensino Superior – José Marcelino de Rezende Pinto (USP – RP) e Lizete Diniz Ribas Casagrande (USP-RP).
  •   Diversidade Racial na Escola – Prof. Dr. Douglas Verrangia Corrêa da Silva (UFSCAR- Campus de Araras)
  • História de Filosofia da Ciência na formação do Professor  – Prof. Dr. Nélio Bizzo (USP/SP).Educação Ambiental – Prof. Dra. Rosa Maria Tóro Tonissi (Secretaria de Estado do Meio Ambiente) e Prof. Ms. Daniel Fonseca Andrade (Centro Universitário Barão de Mauá)

Oficinas:

Astronomia – Prof. Dr. Gustavo Rojas (UFSCar)

Sexualidade e o cotidiano escolar Grupo S.E.Ju. (FCAV/UNESP)

Parabém a todos os alunos (as) e professores que participaram do VIII CEBIO. Um parabéns especial ao professor de Geografia Baltazar Fernandes Garcia Filho, que muito empenhou-se para que nossa participação fosse possível!

Profª Ms Rosane T. Petroróssi de Figueiredo

Coordenadora do Curso de Geografia

 

 

1
jun

Geografia Debate: Confira como foi.

No dia 24 de maio o colegiado de Geografia abriu o debate sobre as mudanças no Código Florestal Brasileiro para que os estudantes dessa Instituição de Ensino Superior tivessem acesso às alterações propostas pelo Congresso Nacional, ou seja, pela bancada ruralista que representa os grandes latifundiários do Brasil.

A palestra: “A NOVA PERSPECTIVA AMBIENTAL À LUZ DO NOVO CÓDIGO FLORESTAL BRASILEIRO”, ministrada pelo professor Dr. Fernando Frachone Neves, levou ao salão nobre do Colégio Santo André mais de 250 pessoas; alunos dos cursos de Geografia, Pedagogia, História, Filosofia e também alunos dos cursos de Agronomia e Biologia da UNESP de Jaboticabal.

O debate gerou polêmica! Quais as conseqüências ambientais que poderão ocorrer caso as mudanças propostas pelo Congresso não sejam vetadas pela Presidente da República?

O evento veio ao encontro do início das comemorações dos quarenta anos das Licenciaturas da Faculdade de Educação São Luís e contribuiu de forma efetiva para esclarecer o “emaranhado” de incógnitas que está por trás das mudanças no nosso Código Florestal.

Agradecemos muito a contribuição do professor Dr. Fernando Frachone Neves, que de forma clara, objetiva e didática, conseguiu destrinchar eficientemente o tema. Confiram no link (http://noticias.uol.com.br) o que foi vetado pela Presidente da República e as principais mudanças.

26
abr

Alunos do curso de Geografia da Faculdade São Luís participarão do II Encontro Regional de Agroecologia do sudeste.

Discentes do curso de Geografia da Faculdade São Luís participarão, no próximo feriado, do II Encontro Regional de Agroecologia do sudeste; a Agroecologia: Ciência sem Fronteiras Rumo à Transformação Social – II ERA Sudeste Montes Claros. O encontro será realizado no Instituto de Ciências Agrárias da UFMG, em Montes Claros, Minas Gerais, do dia 28 de abril a 01 de maio.

O ERA-Sudeste será um evento de caráter regional que abrange os estados de MG, RJ, SP, ES, realizado pela Federação dos Estudantes de Agronomia do Brasil, FEAB, a Associação Brasileira dos Estudantes de Engenharia Florestal, ABEEF, e o grupo de agroecologia NASCer de Montes Claros, para estudo, prática, capacitação e trocas de experiências em torno da agroecologia. Ele será destinado à participação de estudantes, principalmente da área de agrárias, aos agricultores, populações tradicionais, profissionais de diversas áreas do conhecimento e movimentos sociais populares.

Será um espaço para inserir os participantes no debate da Agroecologia, seu histórico e perspectivas buscando entender como o conhecimento pode contribuir para as mudanças dos paradigmas estabelecidos na sociedade.

O encontro abordará as questões do campo brasileiro e sua atual conjuntura, o modelo do agronegócio e suas contradições, o uso dos agrotóxicos, a soberania alimentar, a agroecologia e seus desafios, perpassando também pelo debate da juventude, gênero e a educação no país.

A inscrição está aberta para todos que tenham interesse; quem não é estudante também pode participar! Para mais informações e detalhes sobre a inscrição, entre em contato com a Coordenação do curso de Geografia, ou diretamente com a aluna do 1º Semestre do curso, Ana Neri, na Sala D 35.

20
set

Semana de Filosofia, Geografia e História da Faculdade São Luís aborda a Cultura Islâmica

Realizou-se, de 31 de agosto a 02 de setembro, a Semana de Estudos dos cursos de Filosofia, Geografia e História da Faculdade São Luís, que explorou o tema: Identidade, Cultura e Tolerância. Segundo a Profa. Liamar Izilda Tuon, Coordenadora do Curso de História,foi uma Semana inovadora, porque pela primeira vez foi abordado um tema de interesse mundial e que serviu para quebrar muitos preconceitos com relação ao Islamismo”.

A convidada para abrir o ciclo de palestras foi a Profa. Dra. Francirosy Campos Barbosa Ferreira, Doutora e Mestre em Antropologia, que abordou a temática: “Um outro olhar sobre o Islã”. Na conversa com os estudantes, a professora falou principalmente sobre as mulheres dessa cultura. Segundo ela, os islâmicos as respeitam muito, e elas podem, inclusive, trabalhar. Outra curiosidade é o fato de ser permitido a elas pedir o divórcio.

A segunda palestra, “Islamismo em Questão: Análise de Trajetória – Formação, Doutrina e Radicalismo sobre a ótica do século XXI”, foi ministrada pelo Prof. Ms. Fábio Luis Cabral, Graduado em História, mestre e doutor em Ciências Políticas, que explicou questões de poder e a relação da religião com a democracia e sociedade. Ao longo de sua fala, o professor sugeriu o documentário Fahrenheit 11-09, que conta teorias sobre a tragédia do World Trade Center. Falando sobre conflitos políticos que resultam em violência, ele salientou a necessidade de se pensar sobre a democracia na América Latina. “A democracia não é apenas comparecer no dia da eleição e colocar seu voto. É muito mais que isso”, afirmou.

Comentou ainda que a generalização e classificação do povo mulçumano como violento é equivocada, uma vez que os princípios da religião Islâmica são os mesmos de outras, como o catolicismo. “Até a década de 60 e 70 era praticamente proibida a entrada de mulheres na igreja, sem o véu”, exemplificou o professor. Todos os ouvintes se mostraram interessados nessa quebra de padrões, como diz a Profa. Ms. Rosane Terezinha P. de Figueiredo, Coordenadora do curso de Geografia: “A Semana foi um momento de reflexão sobre culturas, religiões e identidades diferentes. Apesar de, neste ano, o desastre com o World Trade Center ter completado 10 anos, os alunos apresentaram mais curiosidade sobre a própria cultura Islâmica.”

Prof. Fábio falou também sobre as práticas religiosas, como as orações feitas, as regras que devem ser seguidas para realizar doações e o jejum ritual, ou Ramadan, praticado durante o nono mês lunar, com o intuito de aprender a ter força de vontade, abandonar vícios e educar-se espiritualmente. De acordo com o palestrante, para o Islamismo, não há controvérsia entre a religião e a ciência. A 1ª civilização a possuir uma biblioteca pública foi a mulçumana, que contribuiu com avanço tecnológico popularizando a ciência e o conhecimento.

Encerrando o evento com chave de ouro, a Semana contou com a presença do Sheikh Ahmad Mazloum, Vice Diretor da Wamy (Assembleia Mundial da Juventude Islâmica). Ele discursou sobre os “Aspectos Gerais do Islamismo e sua contribuição para a Humanidade”, juntamente com Girrad Mahmoud Sammour, advogado e presidente da Mesquita de Barretos – SP. Sheikh Ahmad esclareceu muitas dúvidas dos presentes sobre a religião, os costumes e crenças; foram respondidas questões sobre pecado, conversão, e até mesmo vestimentas.

Para a Coordenadora do Curso de Filosofia, Profª Neusa Mª Fernandes dos Santos, “A troca de experiências entre os palestrantes convidados e os participantes desta Semana de Estudos, Identidade, Cultura e Tolerância, predominantemente alunos e professores da Faculdade, possibilitou o intercâmbio de informações sobre os povos mulçumanos que não nos chegam pela mídia. Também pudemos tirar dúvidas e lidar com a questão de preconceitos.”

Veja abaixo os títulos referentes a temática que estão disponíveis para consulta na Biblioteca da Faculdade São Luís:

ABDALATI, H. O Islam em foco. Centro de Divulgação do Islam para América Latina. [S.l] [s.d]

ALCORÃO SAGRADO. Tradução de Samir El Hayek. Federação das Associações Islâmicas do Brasil. [S.l] [s.d]

AZIM, S. A. A mulher no Islam. São Bernardo do Campo: Makkah. [s.d]

EL AED, S. I. H. O direito dos não-mulçumanos sob um governo islâmico. WAMY – Assembléia Mundial da Juventude Islâmica. [S.l] [s.d]

IBRAHIM, I. A. Um breve guia ilustrado para compreender o Islã. Tradução de Maria Christina da S. Moreira. Londres: Darussalam, 2008.

MOHAMAD, A. Mohamad, o mensageiro de Deus. WAMY – Assembléia Mundial da Juventude. [S.l] [s.d]

SAIFI, H. A. Islam segurança e paz. São Paulo: RG Editores, 2010.

UR-RAHIM, M. A. Jesus, um profeta do Islão. WAMY – Assembléia Mundial da Juventude Islâmica. [S.l] [s.d]