Ir para o conteúdo

Archive for junho, 2017

30
jun

Docente da Faculdade São Luís desenvolve protótipo para portadores de lesão medular.

A coordenadora do curso de Publicidade e Propaganda da Faculdade de Educação São Luís, Profa. Dra. Roberta Lucas Scatolim, com orientação do Prof. Dr. João Eduardo Guarnetti dos Santos, recentemente defendeu sua tese de doutorado no curso de Pós-Graduação em Design com Ênfase em Planejamento de Produto da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”.

O projeto da Docente foi desenvolver um equipamento voltado para usuários de cadeira de rodas, denominado Apoio Eletrônico para os Pés, que tem como principal objetivo reduzir os problemas de circulação decorrentes do uso prolongado de cadeira de rodas.

Para o desenvolvimento desse equipamento, Profa. Roberta contou com ajuda de 14 voluntários para estudar as consequências da lesão medular e do sedentarismo vividas por eles, devido ao longo período sem movimentar os membros inferiores, influenciando no edema (aumento do volume) dos pés e trazendo diversas complicações para a saúde. O desenvolvimento desse projeto passou por coleta de dados, busca por referências, desenvolvimento do equipamento e teste do protótipo com os participantes.

No teste, os voluntários usaram o equipamento durante 50 minutos, sendo que houve diminuição no edema em todos eles, exceto por duas pessoas, que permaneceram com o mesmo volume de água em um dos membros. Assim, com o estudo e a eficiência do Apoio para os Pés, foram confirmadas as contribuições do design ergonômico para melhoria da qualidade de vida de pessoas com deficiência física!

Parabenizamos a Profa. Dra. Roberta Scatolim pelo sucesso desse trabalho tão importante!

Acesse a tese “Apoio Eletrônico para os Pés: Uma opção para Portadores de Lesão Medular – Uma Contribuição do Design”:

https://repositorio.unesp.br/handle/11449/150964

26
jun

Aluno da Faculdade São Luís é selecionado para Mestrado Profissional.

O aluno do 3º Semestre do curso de Pedagogia da Faculdade de Educação São Luís, Danilo Fischer, foi selecionado recentemente para o Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica (EPT), que é o primeiro oferecido em rede nacional pelo Instituto Federal.

Essa seleção contou com mais de 18 mil candidatos inscritos, para 401 vagas em 18 institutos. No nosso estado, São Paulo, o campus é o da cidade de Sertãozinho, que ofereceu 24 vagas, sendo metade para servidores e metade para ampla concorrência, na qual foram mais de 480 inscritos, incluindo o aluno Danilo. A lista de classificados foi divulgada no dia 29 de maio, e Danilo já realizou sua matrícula, iniciando as aulas em agosto desse ano.

Segundo o site oficial (http://profept.ifes.edu.br/), “a EPT compreende os processos educativos, formais e não formais relacionados ao mundo do trabalho e à produção de conhecimento, numa perspectiva interdisciplinar, com vistas à integração dos campos do Trabalho, da Ciência, da Cultura e da Tecnologia. Compreende ainda a gestão em suas dimensões de organização e implementação com um enfoque de atuação que objetiva promover a mobilização e a articulação de todas as condições materiais e humanas necessárias para garantir essa formação”.

Para Danilo, a EPT é importante “pois, não se trata de formar mão-de-obra barata para o sistema capitalista, ou de uma escola profissionalizante nos modelos do Sistema S, que perpetue a diferença entre a formação das elites e a formação da classe trabalhadora. A partir da perspectiva do Gramsci, Manacorda, Nosella, Saviani, etc, fala-se muito em desenvolver a omnilateralidade, tendo o trabalho como princípio educativo, de modo que os trabalhadores possam compreender as bases do conhecimento em que esteja assentada sua atividade produtiva e integrando-se ao mundo do trabalho, permitindo aos mesmos o acesso aos bens culturais produzidos pela humanidade e envolvendo-os nas discussões da contemporaneidade e, dessa forma, permitindo tais trabalhadores, integrados ao sistema hegemônico de produção, também possam compreendê-lo, questioná-lo e refletir outras possibilidades, podendo ser dirigentes, visando outro modelo de desenvolvimento político, econômico e social”.

Danilo conta que as aulas e toda a bibliografia do curso foram essenciais para o seu sucesso na realização da prova. “Sem a abordagem do Vygotsky, eu nunca teria compreendido a importância do trabalho para o ser humano desenvolver-se e manifestar-se, por meio dos instrumentos; assim como compreender a questão da infância no Brasil, por meio das obras de caridade e assistencialistas, visando desenvolver uma habilidade profissional no indivíduo para tirá-lo da marginalidade. Isso foi fundamental para compreender a dualidade educacional que a prova tanto cobrou”, diz.

Além do curso de Pedagogia, Danilo também afirma que a licenciatura em História, também cursada por ele na Faculdade São Luís, foi de suma importância. “A Profa. Liamar (Coordenadora do curso de História), o Prof. Milton, o Prof. Márcio e demais professores do curso de História tornaram-se grandes amigos meus e são fundamentais no meu processo formativo”, conclui o aluno.

Danilo Fischer e Coordenadora de Pedagogia, Profa. Dra. Fabiana de Souza Stesse

5
jun

Curso de Direito promove minicurso de Direitos Humanos.

A Frente de Direitos Humanos e Cidadania, formada por alunos do curso de Direito da Faculdade São Luís, irá promover um minicurso sobre Direitos Humanos nos dias 20 e 21 de junho.

As inscrições serão feitas no pátio da Faculdade, nos dias 5 e 6 de junho com a taxa de R$10,00.