Ir para o conteúdo

26 de junho de 2017

Aluno da Faculdade São Luís é selecionado para Mestrado Profissional.

O aluno do 3º Semestre do curso de Pedagogia da Faculdade de Educação São Luís, Danilo Fischer, foi selecionado recentemente para o Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica (EPT), que é o primeiro oferecido em rede nacional pelo Instituto Federal.

Essa seleção contou com mais de 18 mil candidatos inscritos, para 401 vagas em 18 institutos. No nosso estado, São Paulo, o campus é o da cidade de Sertãozinho, que ofereceu 24 vagas, sendo metade para servidores e metade para ampla concorrência, na qual foram mais de 480 inscritos, incluindo o aluno Danilo. A lista de classificados foi divulgada no dia 29 de maio, e Danilo já realizou sua matrícula, iniciando as aulas em agosto desse ano.

Segundo o site oficial (http://profept.ifes.edu.br/), “a EPT compreende os processos educativos, formais e não formais relacionados ao mundo do trabalho e à produção de conhecimento, numa perspectiva interdisciplinar, com vistas à integração dos campos do Trabalho, da Ciência, da Cultura e da Tecnologia. Compreende ainda a gestão em suas dimensões de organização e implementação com um enfoque de atuação que objetiva promover a mobilização e a articulação de todas as condições materiais e humanas necessárias para garantir essa formação”.

Para Danilo, a EPT é importante “pois, não se trata de formar mão-de-obra barata para o sistema capitalista, ou de uma escola profissionalizante nos modelos do Sistema S, que perpetue a diferença entre a formação das elites e a formação da classe trabalhadora. A partir da perspectiva do Gramsci, Manacorda, Nosella, Saviani, etc, fala-se muito em desenvolver a omnilateralidade, tendo o trabalho como princípio educativo, de modo que os trabalhadores possam compreender as bases do conhecimento em que esteja assentada sua atividade produtiva e integrando-se ao mundo do trabalho, permitindo aos mesmos o acesso aos bens culturais produzidos pela humanidade e envolvendo-os nas discussões da contemporaneidade e, dessa forma, permitindo tais trabalhadores, integrados ao sistema hegemônico de produção, também possam compreendê-lo, questioná-lo e refletir outras possibilidades, podendo ser dirigentes, visando outro modelo de desenvolvimento político, econômico e social”.

Danilo conta que as aulas e toda a bibliografia do curso foram essenciais para o seu sucesso na realização da prova. “Sem a abordagem do Vygotsky, eu nunca teria compreendido a importância do trabalho para o ser humano desenvolver-se e manifestar-se, por meio dos instrumentos; assim como compreender a questão da infância no Brasil, por meio das obras de caridade e assistencialistas, visando desenvolver uma habilidade profissional no indivíduo para tirá-lo da marginalidade. Isso foi fundamental para compreender a dualidade educacional que a prova tanto cobrou”, diz.

Além do curso de Pedagogia, Danilo também afirma que a licenciatura em História, também cursada por ele na Faculdade São Luís, foi de suma importância. “A Profa. Liamar (Coordenadora do curso de História), o Prof. Milton, o Prof. Márcio e demais professores do curso de História tornaram-se grandes amigos meus e são fundamentais no meu processo formativo”, conclui o aluno.

Danilo Fischer e Coordenadora de Pedagogia, Profa. Dra. Fabiana de Souza Stesse

Leia mais de Notícias

Comentários serão fechados.