Enfermagem

ReconhecimentoPortaria Ministerial nº 666 de 15-03-2006, publicada no DOU de 16-03-2006.
PeríodoDiurno/Noturno
Duração4 anos (4040 horas) - Ingressantes 2010 (5 anos-4140 horas)
CoordenadorProfª. Ms. Angelina Lettiere
E-mailenfermagem@saoluis.br
Home Page
Denominao do CursoBacharelado em Enfermagem
Coordenação de EstágioSimone Papa e Dr. Elton José do Carmo

Concepção

A enfermagem é uma prática social que visa o indivíduo no seu conjunto bio-psico-social, sua integração na família e na sociedade, no processo saúde-doença. Seus profissionais atuam na promoção da saúde, na prevenção da doença, no tratamento e reabilitação de pacientes de forma integrada com outros profissionais da área da saúde. O exercício profissional do enfermeiro tem uma abrangência de atividades que tem sido ordenada em quatro grandes grupos: assistenciais, administrativas, educativas e de pesquisa, que são organizadas e regulamentadas por associações de classe e profissionais.

Finalidade

Proporcionar ao educando uma formação que possibilite o desenvolvimento técnico e científico para a atuação profissional, com vistas à promoção, prevenção e recuperação da saúde.
Para isso, tem como base uma concepção interdisciplinar, que possibilita uma visão integral do homem sadio no contexto sócio, econômico e cultural e no seu processo de adoecer.
Desta forma pretende-se formar um profissional que possa atender às reais necessidades de saúde da população, no que diz respeito às competências de enfermagem.

Objetivos Gerais

Perfil Profissional Pretendido

O perfil desejado pressupõe um profissional crítico e com competência técnica e científica em constante atualização.Um profissional atento às demandas sociais e com uma visão humanizada das práticas em saúde.Tem por base uma concepção interdisciplinar l que leva em consideração o atual mercado de trabalho em rápidas mudanças sociais e econômicas. Tem como proposta proporcionar formação técnico-científica e humanística do enfermeiro, com uma visão generalista da saúde, com uma postura critica e reflexiva sobre a prática profissional e com competência para:

Dinâmica do Curso

Para atingir o perfil profissional pretendido, a grade curricular foi organizada de acordo com as áreas de formação propostas pelas Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Enfermagem (RESOLUÇÃO CNE/CES NO. 3, DE 7 DE NOVEMBRO DE 2001) : I) Ciências Biológicas e da Saúde , II) Ciências Humanas e Sociais , III) Ciências da Enfermagem (a – Fundamentos de Enfermagem , b- Assistência de Enfermagem , c- Administração de Enfermagem e d- Ensino de Enfermagem) .
O curso apresenta uma visão da enfermagem, como uma prática em saúde, atuando em interdisciplinaridade com as demais profissões que compõem o contexto de saúde do país e em consonância com as políticas de saúde nacionais.
O profissional enfermeiro deve ter domínio das diferentes práticas assistenciais de enfermagem, com um amplo conhecimento das políticas de saúde vigentes no país, mas ciente das necessidades regionais e locais de saúde. Nesse sentido nosso currículo, apresenta componentes curriculares destinados à área assistencial, administrativa de pesquisa e de educação em saúde. Entendemos que desta forma, estes componentes curriculares possibilitam uma formação profissional voltada para a autonomia do aluno e para o desenvolvimento de uma prática profissional traçada para o perfil do egresso.
Nossa equipe compreende a formação do aluno como um processo integral e contínuo que acompanha o ser humano por toda sua vida, daí seu caráter permanente e construtor de uma constante reflexão sobre os saberes de referência da profissão. Nesse sentido, o currículo do curso foi elaborado de forma a propiciar a reflexão, não apenas como uma possibilidade de reconstrução, mas também de transformação da própria prática profissional.
Dessa forma, atendendo às Diretrizes Curriculares Nacionais, o currículo compõe-se dos componentes curriculares básicos de formação do profissional de Enfermagem e de componentes curriculares voltados a desenvolver habilidades nas áreas ligadas à pesquisa e produção de conhecimento.