3 opões para assistir e celebrar o Dia Nacional do Documentário Brasileiro
07/08/2020
Departamento de Marketing
Você sabia que hoje é comemorado o Dia Nacional do Documentário Brasileiro? Nosso país tem excelentes produções e, para comemorar essa data importante, selecionamos algumas opções para vocês conhecerem!

Você sabia que o Brasil é riquíssimo em produções de documentários? E hoje, Dia Nacional do Documentário Brasileiro, queremos compartilhar com vocês um pouco de história e algumas sugestões para vocês conhecerem.

Vamos lá?

A história da produção de documentários no Brasil

A produção de documentários no país começou com o trabalho de imigrantes, como é o caso do italiano chamado Affonso Segretto que, no final do século 19, filmou sua chegada ao Rio de Janeiro. Seu filme recebeu o nome de “A Vista da Baía de Guanabara”.

Temos ainda, em 1917, o Major Thomaz Reis, com o documentário “Rituais e Festas Borôro”, que aborda a tribo indígena bororo e seus costumes.

Apesar da criação do Instituto Nacional de Cinema Educativo (Ince) ter acontecido em 1936, o gênero documental ganhou força mesmo nos anos 60, quando passou a abordar a crítica social em suas narrativas.

 

Dicas de documentários Nacionais

Agora vamos às nossas sugestões!

 

Democracia em Vertigem (2019)

Vamos começar com o primeiro documentário brasileiro a concorrer o Oscar! Lançado em junho do ano passado e dirigido por Petra Costa, o filme foca no impeachment de Dilma Rousseff da perspectiva da diretora, abordando os fatores que levaram à crise política do país.

Independentemente de posições políticas, essa obra é muito importante para o cenário de filmes documentais nacional. A diretora também assina outros longas, como “Elena”, de 2012, e “Olma e a Gaivota”, de 2014, ambos premiados nos festivais de Brasília e do Rio!

Democracia em Vertigem está disponível na Netflix e vale muito à pena conferir!

Um Dia na Vida (2010)

De Eduardo Coutinho, este documentário é um trabalho de 19 horas de filmagem de exibições de programas de todos os canais de TV aberta do Brasil, no dia 1º de outubro de 2009.

Mas calma, a duração do documentário é de uma hora e meia! Vemos cenas intercaladas, de Chaves à Datena! Como mostra programas que possuem direitos de imagens, o filme não foi lançado comercialmente e pode ser encontrado na íntegra no YouTube.

 

O Mercado de Notícias (2014)

Documentário de Jorge Furtado, que filma depoimentos de 13 jornalistas brasileiros discutindo a função e a influência da mídia na democracia. O filme ainda mostra alguns trechos da peça “The Staple of News”, de Bem Jonson.

Jorge Furtado também dirigiu o documentário “Ilha das Flores”, bastante conhecido e aclamado.

Extras

Além dessas três indicações, aproveitamos para sugerir mais alguns títulos que valem a pena conhecer. Anotem aí:

  • Cabra Marcado para Morrer, de Eduardo Coutinho;
  • Jogo de Cena, também de Eduardo Coutinho;
  • Santiago, de João Moreira Salles;
  • Nem Tudo é Verdade, de Rogério Sganzerla;
  • Nós que aqui estamos por vós esperamos, de Marcelo Masagão;
  • Aruanda, de Linduarte Noronha.

 

 

Se você quiser saber mais sobre a evolução das produções de documentários nacionais, dê uma olhada nas fontes que consultamos para a criação deste post:

https://institutodecinema.com.br

https://www.aicinema.com.br

https://bit.ly/2XBllEv

https://bit.ly/3kiYVS9  

3 opões para assistir e celebrar o Dia Nacional do Documentário Brasileiro