Coisas que mais irritam os universitários (e como resolvê-las!)
17/02/2020
Departamento de Marketing
Se você já está na faculdade, sabemos muito bem que algumas situações de sua rotina podem te dar nos nervos... e se você está começando este ano, pode ser que descubra isso em breve. OU NÃO! Hoje vamos listar algumas das situações que podem acontecer e mostrar para você que, com a atitude e posturas corretas, você pode ficar tranquilo.

Sem estresse, galera! Acompanhe 7 coisas que mais irritam os estudantes de faculdade e como resolvê-las:

 

1. Trabalho em grupo com colega um pouco folgado.

 

Aí você precisa entregar um trabalho super importante que vale aquela nota que falta para você ficar tranquilo. Mas é muita coisa para pesquisar, redigir e fazer.

 

Você pensa: que ótimo que é em grupo. Mas aquele colega não está fazendo a parte dele, está faltando muito conteúdo e o prazo está acabando.

 

Isso é quase um pesadelo, não é? Você não quer ser o chato do grupo, mas precisa da nota e não tem tempo de assumir a parte do colega. E agora?

 

Como resolver isso sem se estressar?

 

Bom, primeiro, vamos pensar com calma. O seu colega está com algum problema? Pode ser que sim. Chame seu grupo para ter uma conversa franca com ele.

 

Nesse caso, pode ser que vocês o ajudem, ou pode ser que ele se envergonhe e corra para dar conta do que negligenciou.

 

Se não for esse o caso, converse com o restante do seu grupo sobre isso e  veja se algum deles está com tempo livre para assumir a bronca, ou se todos concordam em dividir um pouco do que falta.

 

Depois, fale com seu professor sobre a situação. Mas deixe claro que vocês conversaram e tentaram resolver o problema com o colega.

 

Não é questão de denunciar e ser chato. Na faculdade temos que aprender a ter responsabilidade. No mercado de trabalho não vai ter ninguém fazendo seu trabalho por você.

 

 

2. É muito xerox!

 

Finalmente é hora do intervalo e você poderia ir comer alguma coisa e descansar a cabeça. Mas acontece que os professores passaram um monte inacreditável de xerox para tirar.

 

Tempo perdido em uma fila interminável, o dinheiro que você poderia gastar em uma coxinha quentinha... tudo foi para o xerox. ☹

 

Não fique assim! Pense bem: e se você tivesse que comprar um livro inteirinho só para ler o trecho específico? Sairia muito mais caro.

 

Siga essa dica: procure seus veteranos. Provavelmente eles já tiraram essas mesmas cópias quando estavam no seu ano.

 

Pergunte se eles têm isso guardado e podem emprestar ou dar para você.

 

Assim, você economiza dinheiro, não gasta tempo em filas, e ainda faz amizades novas.

 

3. Como dar conta de tantos trabalhos em pouco tempo?!

 

Tem gente que acha que estudar é fácil, não é? Só que nós sabemos que a maioria também precisa encarar um dia todo de trabalho. Então, onde arranjar tempo para fazer os trabalhos e estudar para as provas?

 

É cansativo demais, e ouvir cobranças quando você dá seu melhor é frustrante.

 

Pense no seguinte: são apenas 4 anos dessa correria. Você consegue. Você está, sim, fazendo um sacrífico e precisa abrir mão de algumas coisas para atingir o seu objetivo.

 

Seja persistente. Dedique o seu horário de almoço, o tempo que passa no ônibus, sacrifique uma ou duas horas de sono e/ou deixe de sair em um final de semana para encarar os estudos.

 

Não, não é fácil! Mas vai valer a pena quando você receber o seu diploma e o reconhecimento profissional.

 

 

4. Aquele professor exigente demais.

 

Tem horas que é tanta exigência que você pensa: pelo amor de Deus, me deixe em paaaaaz!

 

A gente sabe muito bem que pode acontecer uma birrinha com um professor específico. Você pode achar que ele está implicando com você, que não tem empatia e não entende como a sua rotina é corrida.

 

Ele não dá aquele pontinho que faltava, exige vinte trabalhos para a próxima semana, não libera a turma nem um minuto mais cedo...

 

Vamos te contar um segredo: esse é o melhor professor que você pode ter durante a sua vida acadêmica.

 

Ele está te ensinando responsabilidade e fazendo você dar o melhor de si.

 

Pense assim: se você deixa de entregar um trabalho na faculdade, você perde nota. Se você deixa de entregar um trabalho no seu emprego, você corre o risco de ficar desempregado.  

 

Aproveite, absorve e se esforce ao máximo para atender as exigências do seu professor. Você verá como ele será aquele que você vai lembrar peloo resto da vida com muito carinho.

 

 

5. Fila no atendimento ao aluno.

 

Tem coisa mais irritante do que pegar uma fila enorme, ainda mais quando se tem muita coisa para fazer e pouco tempo de intervalo?

 

Você vai encontrar esse contratempo em qualquer tipo de atendimento. Esperar pela sua vez é uma realidade: em médicos, lotérica... não tem jeito. Mas algumas atitudes podem agilizar essa experiência:

 

- Aproveite o tempo: o que você faz enquanto espera sua vez? Conversa, reclama, ou olha o Instagram? Você pode aproveitar para estudar e adiantar leituras.

 

- Paciência, empatia e educação. Lembre-se de que, se não é agradável esperar, também não é atender pessoas má educadas. Não é porque você está irritado que vai descontar em quem está apenas fazendo o seu trabalho. Se todos forem gentis uns com os outros, o atendimento é mais ágil e agradável.

 

- Informe-se e faça sugestões. Pergunte se há algo que possa ser feito para agilizar o procedimento. Será que a sua solicitação poderia ter sido feita pela internet?

 

6. Mas precisa de tanto seminário?!

 

Além de toda a pesquisa, você ainda precisa montar a apresentação de vários seminários... precisa disso?

 

Sim! A experiência com seminários aumenta a sua autoconfiança, autoestima, ajuda a superar a timidez e faz você compreender muito mais sobre o assunto abordado.

 

Em qualquer área é muito valioso ser bom em oratória. Pode dar mais trabalho, e ser incômodo, mas aproveite isso a seu favor!

 

7. Insegurança: será que escolhi o curso certo?

 

É muito comum ser acometido por essa dúvida. Ela pode surgir em qualquer semestre e fazer você questionar se deveria desistir de tudo ou persistir. Temos um artigo apenas sobre isso aqui no Radar São Luís: dê uma olhada.

 

Pronto para aplicar essas dicas? Compartilhe com seus amigos!

Coisas que mais irritam os universitários (e como resolvê-las!)